i JFPE - Irlandês procurado pela Interpol é interrogado na Justiça Federal em Pernambuco
Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal
Na tarde desta segunda (21), a Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) realizou o interrogatório do advogado irlandês Michael Lynn, preso no dia 28 de agosto deste ano, em Jaboatão dos Guararapes. De acordo com a Polícia Federal do Estado de Pernambuco, responsável pela prisão do irlandês, Michael é procurado pela Interpol por praticar roubo, falsificar e usar documentos falsos na Irlanda.

Desde agosto, o irlandês se encontra preso no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima e por isso foi ouvido na JFPE, após delegação do Supremo Tribunal Federal (STF). A ouvida, que durou cerca de 1h30, foi realizada pela juíza federal substituta da 13ª Vara, Flávia Tavares Dantas e acompanhada por um representante do governo irlandês, pelos advogados de defesa do réu e por representante do Ministério Público Federal (MPF). Um intérprete também acompanhou a ouvida, assim como a esposa de Lynn.

Durante o ato, o irlandês explicou que chegou ao Brasil em junho de 2011 e foi residir em São Paulo, vindo fixar residência em Pernambuco em maio de 2012, onde trabalhou como professor de inglês. Relatou que veio para o Brasil porque queria abrir um negócio aqui por se tratar de um país "com sucesso econômico". Quando perguntado se tinha conhecimento dos 33 mandados de prisão emitidos Tribunal Distrital Metropolitano de Dublin, Lynn declarou que só teve conhecimento deles no dia da prisão, realizada no bairro de Candeias, invocando o direito ao silêncio em relação às acusações do governo irlandês.

A mídia audiovisual com o conteúdo do interrogatório seguirá para o STF após o prazo de defesa (10 dias), onde um colegiado composto por ministros do Supremo decidirão sobre a extradição de Lynn, solicitada pelo governo irlandês ao governo brasileiro.
Pin It






Top