Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal

Desenvolvimento Gerencial: gestores concluem curso sobre liderança e Mindfulness

14/11/2019 às 19:55:00

Saber focar pensamentos e atitudes no tempo presente, sem julgamento ou sofrimento precipitados, observando nossas reações corporais diante de momentos de decisão, que podem gerar ansiedade, é uma das formas práticas para gerenciar melhor a equipe de trabalho, além de favorecer relações pessoais, evitando conflitos desnecessários. Estes são os princípios da técnica Mindfulness (atenção plena), que foram apresentados durante os dias 11 e 12 de novembro, para os servidores que ocupam funções gerenciais na JFPE, além de servidores do TRT6 e TRF5 que também participaram da capacitação.

O conteúdo do curso “Liderança e Mindfulness” foi ministrado pelo consultor de empresas e coach sênior, Karim Khoury, que promoveu o aprendizado proporcionando momentos de reflexão sobre gestão profissional, pessoal e interação entre os participantes. De acordo com o palestrante, a pratica das técnicas de Mindfulness, por promover maior consciência do momento presente, pode aprofundar o autoconhecimento, permitindo aumentar o foco, reduzindo a ansiedade e aperfeiçoando as habilidades da escuta e empatia. Estar presente, saber ouvir e elogiar, desenvolver a compaixão, sempre atentos às experiências dos outros, são fatores para exercer influência e liderança.

De acordo com a supervisora do Centro de Conciliação (Cejusc), Bruna Vachala, o treinamento foi excelente e de grande importância para a vida profissional e pessoal, com destaque ao aprendizado sobre manter plena consciência do presente, o que diminui a ansiedade e aumenta a qualidade desses momentos.

 

Já a oficial de gabinete da 21ª Vara Federal, Iclea Braga, destacou importância da empatia na gestão de equipes. “Considerei que a liderança com mindfulness vai além da atenção plena. É entender como cada pessoa funciona, de modo único, e como podemos extrair o melhor de cada um. Isso só é possível se estivermos realmente conectados com o outro”, explicou.


Autor: Assessoria de Comunicação JFPE

Pin It

 Imprimir 

Top