i JFPE - TRFMED cria canal institucional para comunicação com aposentados e pensionistas
Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal

Buscando a transparência e visando a garantir que as informações sobre a implantação do Programa de Saúde da Justiça Federal da 5ª Região (TRFMED) sejam compartilhadas com todos os beneficiários do novo plano, a equipe do projeto de Autogestão em Saúde do Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 abriu mais um canal institucional para divulgar as notícias sobre o assunto. Agora, aposentados e pensionistas beneficiários dos planos de saúde do TRF5 e das Seções Judiciárias vinculadas, bem como os usuários de planos de Associações e Sindicatos, receberão notícias via lista de transmissão do WhatsApp.

A abertura de um novo canal de comunicação se deve à grande quantidade de dúvidas relacionadas à implantação do plano próprio. Além disso, muitos aposentados e pensionistas ainda desconheciam o projeto. Assim, o TRFMED elaborou um material com as informações básicas sobre o plano, entre elas, coparticipação, expectativa de prazo para implantação, cobertura e esclarecimentos para usuários que fazem tratamento de saúde continuado. O informativo, que já foi enviado ao grupo, também conta com algumas atualizações sobre o andamento do cronograma do projeto.

Também através do canal, o TRFMED disponibilizou uma versão reduzida de quatro minutos do Seminário que ocorreu na sede do TRF5, em novembro de 2019, com os diretores das autogestões dos Tribunais Regionais do Trabalho da 5ª e 6ª Regiões, André Liberato e Renatto Pinto, respectivamente. No mesmo vídeo, a juíza auxiliar da presidência, Joana Carolina Lins Pereira, fala das experiências positivas de autogestões em várias instituições, como Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ministério Público Federal (MPF) e Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). Joana Carolina, que também é a gestora do projeto de implantação do TRFMED, destaca, ainda, que esse modelo de prestação de assistência à saúde é uma tendência nas organizações.

Entre os aposentados está a servidora da Seção Judiciária da Paraíba (SJPB), Lúcia Helena Gomes de Melo, que trabalhou como analista judiciária na 3ª Vara Federal de João Pessoa. Ela aprovou a iniciativa do Tribunal de estreitar a comunicação com os aposentados e pensionistas, e revelou que o desligamento do quadro de pessoal acarreta dificuldades para o conhecimento de matérias relevantes, como é o caso do Plano de Autogestão em Saúde. "Creio que o novo plano trará benefícios para todos os servidores, ativos ou não, em especial na área financeira. Diante disso, não pude recusar o pedido para ajudar a divulgá-lo entre os demais aposentados e pensionistas desta Seccional", avaliou.

Já o servidor inativo Davis Lewis, que trabalhou por mais de 10 anos no Setor de Benefícios da Seção Judiciária de Pernambuco (SJPE), comentou que os elevados reajustes nos preços do plano de saúde da SulAmérica geram bastante insatisfação entre os servidores. "E o nosso salário só achatando", brincou. Lewis também aprova o projeto de implantação do plano próprio e tem auxiliado o TRFMED na ampliação da rede de contatos entre os aposentados.

Edivaldo Raimundo da Silva, técnico judiciário inativo da 4ª Vara Federal da Justiça Federal em Sergipe (JFSE), avaliou com cautela a implantação do TRFMED. Porém, salientou a necessidade de uma alternativa em saúde. “A autogestão é uma possibilidade, visto que o plano de saúde da SulAmérica está praticamente inviável por conta dos valores”. Ele também se dispôs a compartilhar com os colegas aposentados as informações sobre o TRFMED.

Canais – Aposentados e pensionistas que quiserem receber informações do TRFMED, via lista de transmissão do WhatsApp do Programa, devem enviar o número do celular para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e solicitar o cadastro. O canal também está disponível para receber dúvidas gerais sobre a Autogestão em Saúde. Já os servidores que fazem tratamento de saúde ou tomam medicamentos de forma continuada devem relatar a sua situação através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Cada caso será analisado pelo Conselho Deliberativo do TRFMED. Clique aqui e acesse o informativo com a retrospectiva do TRFMED

Com informações da ASCOM/TRF5

Pin It
Top
×